Outros

Casas de estilo rústico - I

Casas de estilo rústico - I



We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

Casas de campo típicas espanholas:

- Casa da Cantábria
- Casa castelhana
- Fazendas andaluzas
- Na costa do Mediterrâneo
- A fazenda catalã
- Prancha de alta montanha
- Cassament Ibicenco
- O Maiorquino possui

- Rústico refinado
- Campo de fusão

Publicidade - Continue lendo abaixo LA CORNISA CANTÁBRICA

A casa rústica típica do norte é a casa. É um edifício com uma corralada em frente à casa. A fachada é orientada ao meio-dia ou sudeste para evitar o frio. O edifício, de alvenaria vista ou caiada de branco, tem ângulos e aberturas de alvenaria, e seu telhado de duas águas é coberto com azulejos árabes. No primeiro andar, destaca-se a galeria ou solana, uma varanda com janelas amplas para aproveitar a luz natural. A solana fica em paredes que servem como pára-brisas e dão origem a uma varanda, na qual são abertos portões de madeira com portas de pedra.

A CANTÁBRICA CORNISA

No interior, as paredes são rebocadas e contrastam com o piso, pedra no térreo e madeira de castanheiro no topo.

A CANTÁBRICA CORNISA

Portas e janelas são facilmente identificadas por seus aposentos.

A DIVERSIDADE CASTELLAN

Exceto no caso do charuto de Toledo, não há arquitetura que unifique os dois Castillas. Cada zona possui seus próprios elementos. No entanto, algumas características estão presentes em parte das habitações castelhanas, como os telhados com telhas de barro, com a telha côncava para facilitar a queda de neve em áreas frias. As portas de entrada, de madeira, têm duplo balanço e catnip. As paredes são feitas de pedra se houver pedreiras na área ou adobe. As janelas, sem persianas ou barras, são emolduradas com blocos de pedra ou portões de madeira.

A DIVERSIDADE CASTELLAN

E por dentro, o piso de barro natural às vezes é pintado em uma cor que se estende pelas paredes para formar um pedestal de altura média.

A DIVERSIDADE CASTELLAN

Os móveis são sóbrios, com a mesa de bacon como peça-chave. Os armários de trabalho são fechados com cortinas em vez de portas. E na cozinha, a chaminé é atravessada por varinhas onde o abate foi defumado antes.

A PEGADA SUL E ÁRABE

A influência muçulmana no sul deixou sua marca tanto em casas humildes quanto em fazendas. As paredes que isolam o interior do calor extremo são construídas com tapial - terra aglutinada com água na cofragem -, com adobe ou com pedra nas áreas montanhosas. A madeira é usada nas lajes e nas vigas expostas que decoram os tetos e as abóbadas.

A PEGADA SUL E ÁRABE

No telhado, com duas ou mais águas, a telha árabe é recebida com lama. As fachadas e os interiores são resfriados com limão branco, às vezes tingido de azul ou do ocre albero.

A PEGADA SUL E ÁRABE

O piso é feito de barro ou ladrilhos hidráulicos que desenham belos mosaicos e as janelas são reforçadas com barras de ferro forjado. Nas casas nobres, o portão ou o portão leva a um pátio interno, equipado com uma fonte ou um poço.

A COSTA MEDITERRÂNEA

Nas casas da costa do Mediterrâneo, as aberturas da fachada norte são pequenas para proteger do vento da tramontana, enquanto na fachada sul são permitidas maiores aberturas. As janelas são retangulares, com persianas de madeira pintadas em tons escuros: verde inglês, índigo ou vermelho.

A COSTA MEDITERRÂNEA

Os edifícios são feitos com alvenaria grossa, éguas de pedra e telhados árabes que, no caso de Menorca, são caiados de branco para facilitar o reflexo da luz solar.

A COSTA MEDITERRÂNEA

As paredes também são branqueadas com cal, às vezes misturadas com pigmentos e cimento para desenhar um plinto cinza-azul ou cinza-chumbo que protege da sujeira. No chão, paralelepípedos e ladrilhos de barro pintados com uma mistura de cimento e almagre.